Notícias

Queda do dólar e das cotações externas pressionam cotações da soja!

  • 22 de Jul

Nos últimos dias, a desvalorização do dólar frente ao real e a queda dos preços futuros na Bolsa de Chicago pressionaram as cotações da soja no Brasil. Tais fatores, atrelados às preocupações com o clima nos Estados Unidos, afastaram agentes do mercado e fizeram com que os brasileiros se atentassem para o semeio da oleaginosa nos EUA.

De acordo com dados do USDA, que é equivalente ao Departamento de Agricultura americano, o semeio da soja entre maio e junho atingiu 39% do total da área esperada, bem abaixo dos 86% do mesmo período do ano passado.

Com o fim da janela climática que favorece o plantio de soja no cinturão produtor norte-americano e o retorno das chuvas excessivas, a perspectiva é que os produtores americanos não encerrem o plantio. Ainda assim, é preciso esperar os novos relatórios do USDA para conhecer o verdadeiro tamanho da área cultivada.

 

Cancelamento

Os primeiros impactos da crise começam a atingir o mercado americano. Exportadores relataram ao USDA que a venda de 136 mil toneladas de soja para a China foi cancelada. O pedido era uma das entregas previstas para o ano comercial 2018/2019, que teve início em setembro do ano passado.

Continue acompanhando as movimentações da soja na Kasuya e fique por dentro das novidades do mercado.

 

FONTES

https://www.agrolink.com.br/noticias/quedas-do-dolar-e-das-cotacoes-externas-pressionam-valores-no-br_420039.html?utm_source=agrolink-clipping&utm_medium=email&utm_campaign=clipping_edicao_6429&utm_content=noticia&ib=y

https://canalrural.uol.com.br/noticias/agricultura/soja/soja-eua-cancelamentos-china/

https://canalrural.uol.com.br/sites-e-especiais/projeto-soja-brasil/veja-mercado-soja-semana/

Ver todas Notícias

Recomendo

Exportações de ...

Números divulgados pelos Portos do Paraná indicaram que, entre janeiro e maio de 2019, 1,4 milhão de toneladas de milho foram exportadas. O volume já o maior do que o registrado em todo o ano de 2018, que atingiu 1,09 milhão de toneladas. Os principais compradores, de acordo com o divulgado, são Irã,

Queda do dólar e ...

Nos últimos dias, a desvalorização do dólar frente ao real e a queda dos preços futuros na Bolsa de Chicago pressionaram as cotações da soja no Brasil. Tais fatores, atrelados às preocupações com o clima nos Estados Unidos, afastaram agentes do mercado e fizeram com que os brasileiros se