Notícias

A importância do refúgio no algodão

  • 30 de Out

O refúgio é recomendado para todos os agricultores que utilizam a tecnologia Bt (que possuem genes da bactéria Bacillus thuringiensis). Nas plantações de algodão a convenção é que 20% do cultivo sejam de refúgio não Bt, para evitar o surgimento e evolução de pragas resistentes aos inseticidas.

De acordo com os dados apresentados pelo diretor da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Celito Breda, no 11º Congresso Brasileiro do Algodão, mesmo com o percentual mínimo de refúgio recomendado em 20%, na Bahia o valor aproximado é de apenas 11% nas plantações de algodão.

Ainda segundo a Abapa, há resistência por parte de alguns produtores na aceitação da prática com a justificativa do alto custo, das dificuldades de operacionalizar, a baixa produtividade nas cultivares não Bt, dentre outros pontos.

Com o refúgio, as pragas resistentes vão se desenvolver apenas neste ambiente e diluir sua população, preservando as outras culturas.

 

Veja também:

Milho pode perder áreas para o feijão na safra de 2017/18

Empresa desenvolve etanol à base de soja

Tecnologias Favorecem o manejo da irrigação

Manejo inteligente de irrigação

 

 

Fonte:
Portal DBO

Ver todas Notícias

Recomendo

DICA K – Abapa e ...

Na quinta-feira (26), acontece em Luís Eduardo Magalhães o “Encontro de Construtores de solos do Oeste da Bahia”, o evento é uma iniciativa da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e da Embrapa Solos e tem o objetivo de ajudar os produtores rurais do Oeste baiano a identificar e

DICA K – ...

A utilização de bioestimulantes proporciona incrementos no desenvolvimento vegetal embora poucos estudos tenham abordado aspectos fisiológicos da soja relacionados à aplicação destes produtos. Um experimento com a cultura da soja foi instalado com o objetivo de avaliar o uso de um bioestimulante